Emagreça com saúde


09/02/2017

Verão e começo de ano geralmente são sinônimos de dietas. Mas, muitas vezes, o que se procura é uma dieta que resolva em poucos dias o que deveria ter sido feito durante o ano todo. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de escolher a dieta adequada.

 

Segundo a nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Fernanda Maluhy, uma série de fatores precisam ser considerados para que o emagrecimento ocorra de maneira saudável. “É importante saber que não adianta adotar apenas uma medida imediata como, por exemplo, fazer uma dieta restrita, ou fazer atividade física em excesso, se alguns hábitos não forem modificados.”

 

A primeira coisa é evitar o consumo regular de produtos industrializados, processados, açúcar, farináceos, bebidas alcoólicas e bebidas açucaradas. Além disso, deve-se incluir na rotina alimentar o consumo regular de verduras, legumes, frutas, proteínas e gorduras naturais presentes nos alimentos, além, é claro, de praticar atividade física regularmente e dormir pelo menos seis horas por noite. Seguindo essas regras, diz Fernanda, é possível perder peso sem fazer uso de medicamentos para emagrecer.

 

Uma coisa é certa: não existem dietas milagrosas. E alguns erros são muito comuns entre as pessoas que querem perder peso. São eles:

 

· Buscar emagrecer de maneira imediata;

· Aderir a dietas da moda sem embasamento científico;

· Fazer a mesma dieta do amigo;

· Iniciar a dieta sem consultar um profissional adequado;

· Fugir das gorduras naturais, presentes nas oleaginosas – são elas que ajudam a manter o organismo saciado;

· Substituir refeições por shakes;

· Restringir severamente os nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, fibras, vitaminas e minerais);

· Consumir produtos lights e diets.

 

O emagrecimento é um processo gradativo; se ocorrer de forma rápida, pode se tornar prejudicial à saúde. Por isso, antes de iniciar uma dieta, a consulta com um nutricionista é fundamental para evitar problemas mais sérios. A primeira coisa que o profissional vai avaliar é o estado de saúde do paciente. Pessoas com diabetes, hipertensos ou com problemas de coração, por exemplo, precisam ter um cuidado maior na hora de seguir uma restrição alimentar. 

 

Por fim, Fernanda alerta: “Diminuir o peso é mais fácil do que manter. E para isso é necessária uma reeducação alimentar e uma mudança dos hábitos de vida.”

 

​ 

Voltar

Destaques

CENTRO DE ESPECIALIDADES

Unidades

Campo Belo

Paraíso

Mooca

Certificados de Qualidade

  • Certificado 1