Pulsos, coluna vertebral e fêmur costumam ser as partes do corpo mais afetadas pela osteoporose


18/04/2017

Segundo a Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso), 10 milhões de brasileiros sofrem com a osteoporose, doença silenciosa que se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea, que provoca o aumento do risco de fraturas. Pulsos, coluna vertebral e fêmur costumam ser as partes do corpo mais afetadas pela osteoporose.

A doença costuma atingir mais as mulheres e geralmente surge na fase pós-menopausa, em decorrência da queda do nível do hormônio estrogênio. Estima-se que 30% das mulheres com mais de 65 anos sofram com a osteoporose. Além disso, fatores socioculturais, dieta inadequada, sedentarismo e histórico familiar podem contribuir para o seu surgimento.

Doenças que podem afetar os ossos, como diversos tipos de câncer e seu tratamento, doenças inflamatórias em geral (lúpus, artrite reumatoide etc.), deficiência de cálcio e vitamina D, assim como tabagismo, consumo exagerado de álcool e tratamentos à base de medicamentos corticoides também podem levar à osteoporose.

Com o enfraquecimento dos ossos, as quedas e fraturas podem se tornar comuns. “As fraturas de quadril são as mais preocupantes; 80% das pessoas que fraturam os quadris tornam-se incapazes de executar pelo menos uma atividade diária, 40% perdem a capacidade de andar sozinho, 30% tornam-se incapazes permanentes e 20% dos pacientes morrem em menos de um ano”, aponta o Dr. Fábio Freire, coordenador do Núcleo Especializado no Tratamento da Osteoporose da Unidade Campo Belo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Diagnóstico e prevenção

A densitometria óssea ainda é o melhor método para descobrir se o paciente tem osteoporose. O exame, que mede a quantidade de cálcio nos ossos, pesquisa e indica o nível de gravidade da doença. No entanto, a adoção de um estilo de vida saudável ajuda a prevenir o desenvolvimento da osteoporose. Alimentação balanceada, rica no consumo de verduras e legumes, principalmente as de cor verde escuro, frutas, com farta ingestão de cálcio e de vitamina D, associada ao baixo consumo de açúcar, além da exposição ao sol, são algumas das formas de tentar evitar ou retardar a doença.​

Voltar

Destaques

CENTRO DE ESPECIALIDADES

Unidades

Campo Belo

Paraíso

Mooca

Certificados de Qualidade

  • Certificado 1